quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Orff, Carl - Carmina Burana

.



Gundula Janowitz
Gehard Stolze
Dietrich Fischer-Dieskau

Chorus and Orchestra of the Deutsche Oper Berlin
Eugen Jochum



01. O Fortuna
02. Fortuna plango vulnera
03. Veris leta facies
04. Omnia Sol temperat
05. Ecce gratum
06. Tanz
07. Floret silva nobilis
08. Chramer, gip die varwe mir
09. Reie Swaz hie gat umbe...
10. Were diu werit alle min
11. Estuans interius
12. Olim lacus colueram
13. Ego sum abbas
14. In taberna quando sumus
15. Amor volat undique
16. Dies, nox et omnia
17. Stetit puella
18. Circa mea pectora
19. Si puer cum puellula
20. Veni, veni, venias
21. In trutina
22. Tempus est iocundum
23. Dulcissime
24. Ave, formosissima
25. O Fortuna


CD
¨

5 comentários:

vitor disse...

Carmina Burana foi uma descoberta marcante na minha adolescência. Ouvia insistentemente, por vezes cometia algumas cantorias, de tão íntimo que fiquei da obra. Mas aí o cinema, a publicidade, a mídia em geral descobriu "Fortuna imperatrix mundi" e foi um horror. Era Carmina Burana para tudo. Só faltou propaganda de comida para cachorro. Recentemente voltei a escutar, saboreando cada trecho da cantata. Por muito tempo ouvi a versão do Levine com a Sinfônica de Chicago. Depois descobri as do Ozawa com a Filarmônica de Berlim, uma com a Gruberova e outra com a Kathleen Battle. Essa segunda soprano é uma personalidade complicada... mas sempre me emociono assistindo ao vídeo em que ela interpreta Carmina Burana. Em "Dulcissime", parece que ela explode o canto que tinha preso em si, como se o mundo parasse para testemunhar. Até esqueço os chiliques de prima dona fresca que ela costuma ter. Esse solo é bom para comparações. Gundula Janowitz, nesta versão do Jochum, parece um chicote, mas não dói, apenas assusta - e surpreende. Mais recentemente achei uma versão para piano solo do Eric Chumachenco que achei bem curiosa. É interessante ouvi-la fazendo um diálogo imaginário com a memória das versões orquestradas. Das gravações orquestrais que conheço, esta que postaste agora no blog considero a melhor. Algo que me incomoda - pelo menos nas versões em mp3 - é que uma faixa inicia-se antes que a anterior tenha terminado totalmente.

. disse...

Em primeiro, parabéns pela consistência do comentário. Em segundo, não sei que "player" você usa, mas isso da faixa seguinte iniciar, antes que a anterior termine totalmente, é uma questão de ajuste no "player".

vitor disse...

hummm... na verdade, ouço pelo iTunes, tenho um Mac. Mas isso acontece apenas com Carmina Burana. Com o restante dos álbuns, não.

quanto ao meu comentário: o blog inspira.
:o)

Anônimo disse...

please can you post the latest album of Roberto alagna http://www.amazon.fr/Sicilien-Roberto-Alagna/dp/B001D94L1G/ref=sr_1_2?ie=UTF8&s=music&qid=1234482069&sr=8-2
and post emma kirkby wedding cantatas Bach teatro d'amore Monteverdi
opium philippe jaroussky

Anônimo disse...

Unfortunately several files are cut off before the end. :(